Nome
E-Mail
 
 
Serviços - Atas
 
Ata da reunião ordinária, ocorrida no dia 16 de maio de 2016.

  

Ata da centésima quadragésima primeira reunião, do quarto período de reuniões ordinárias, da Quarta Sessão Legislativa, 17ª Legislatura da Câmara Municipal de Leopoldina, realizada no dia 16 de Maio de 2016.

Às dezoito horas e quinze minutos, do dia dezesseis de Maio de dois mil e dezesseis, na Sala de Sessões da Câmara Municipal de Leopoldina, localizada na Av. Getúlio Vargas, 565, sob a Presidência do vereador Ivan Martins Nogueira, deu-se início à centésima quadragésima primeira reunião, do quarto período de reuniões ordinárias, estando presentes os Srs. Vereadores Alfredo Mendes do Vale, Antônio Carlos Martins Pimentel, Carlos Antonio Rocha Paturi, Darci José Portella, Diego de Freitas Pereira, Edvaldo Franquido Donato do Vale, Helio Batista Braga de Castro, Ivan Martins Nogueira, João Jacques Freire Junqueira Villela, Kelvia Raquel de Souza Ribeiro Santos, Leandro de Almeida Machado, Oldemar Brazil Montenari, Otávio Arantes Xavier, Paulo Sérgio Celestino de Oliveira e Rodrigo Junqueira Reis Pimentel. Havendo quorum, o Senhor Presidente, suplicando pela proteção de Deus, deu por aberta a sessão. O Senhor Presidente determinou ao Senhor Secretário que procedesse a Apresentação e Discussão das Atas: Atas apresentadas: Não há. Atas discutidas e votadas: Não há. Matérias do Poder Executivo: Ofício nº 154/2016, do Gabinete do Prefeito, assinado pelo Senhor Prefeito Municipal, José Roberto de Oliveira, encaminhando o Projeto de Lei nº 24/2016, que “Autoriza o Poder Executivo Municipal a promover alterações de fontes e destinações de recursos previstos na LOA/2016, conforme definição da Secretaria do Tesouro Nacional”, e solicitando na forma regimental, a constituição de uma comissão especial, na forma regimental, para análise do mesmo. Projeto de Lei nº 24/2016, que “Autoriza o Poder Executivo Municipal a promover alterações de fontes e destinações de recursos previstos na LOA/2016, conforme definição da Secretaria do Tesouro Nacional.”  Atendendo a solicitação apresentada pelo Chefe do Poder Executivo Municipal, a Presidência consultou o plenário, sobre a possibilidade de ser formada uma comissão especial para analisar o mesmo, sendo que durante a discussão, o vereador Jacques Villela afirmou que irá votar contra a formação de uma comissão especial para analisar este projeto, solicitando aos demais vereadores que também votem contrários a esta solicitação, dizendo que parece não ter muita coisa errada no referido projeto de lei e que ele irá apresentar uma emenda ao mesmo. Após discussão e votação, a solicitação foi rejeitada, com os votos contrários dos vereadores Paulo Sérgio Celestino de Oliveira, João Jacques Freire Junqueira Villela, Oldemar Brazil Montenari, Diego de Freitas Pereira, Darci José Portella, Otávio Arantes Xavier, Antônio Carlos Martins Pimentel e Carlos Antônio Rocha Paturi. A Presidência encaminhou o projeto de lei nº 24/2016, para a comissão de constituição, legislação e redação. Correspondências diversas: Ofício nº 131/2016, do Conselho Tutelar de Leopoldina, assinado por Madalena Morais Lima e Gleiciane Rocha de Oliveira, conselheiras tutelares, solicitando que seja agendado antecipadamente uma reunião entre o Conselho Tutelar, Câmara de Vereadores e o Promotor de Justiça, Dr. José Mauro Pereira Lima, para tratar de assuntos referentes a atualização da lei nº 4.120/2013, reunião esta solicitada pelo próprio Promotor de Justiça. A Presidência informou que a reunião que é citada no referido ofício, foi marcada, em comum acordo com o Promotor de Justiça, Dr. José Mauro Pereira Lima, para o dia 19 de maio de 2016, próxima quinta-feira, às 16:00 horas nesta Casa Legislativa. Projetos, Requerimentos, Indicações, Pareceres de Comissões, Recursos e outras Matérias dos Senhores Vereadores: Projeto de Lei Ordinária nº 23/2016, que “Dispõe sobre a valorização dos músicos do Município de Leopoldina”, de autoria do vereador Diego de Freitas Pereira, do PT do B. A Presidência encaminhou o referido projeto de lei, para a comissão de constituição, legislação e redação. Por questão de ordem, o vereador Oldemar Brazil Montenari afirmou que já apresentou nesta Casa Legislativa, um projeto semelhante a este, sendo que o mesmo teve alguns empecilhos jurídicos e que o assessor jurídico, Dr. Wesley Moraes Botelho ficou de fazer alguma modificações no mesmo e apresentar a ele, afirmando o vereador Oldemar Montenari que se for o caso, assinará este projeto de lei, juntamente com o vereador Diego de Freitas Pereira. Projeto de Resolução nº 16/2016, de autoria do vereador Antônio Carlos Martins Pimentel, do PHS, que “Confere o Título de Cidadão Honorário Leopoldinense ao senhor Ricardo Madaleno Machado.” A Presidência encaminhou o referido projeto de resolução para uma comissão especial, nomeando os vereadores Carlos Antônio Rocha Paturi, Edvaldo Franquido Donato do Vale e Otávio Arantes Xavier, para fazerem parte da mesma. Neste momento, o vereador Ivan Martins Nogueira passou a Presidência dos trabalhos para o Vice-Presidente, vereador Darci José Portella. Projeto de Resolução nº 17/2016, que “Confere o Título de Cidadão Honorário Leopoldinense ao Doutor João Cruz Reis Filho”, de autoria do vereador Ivan Martins Nogueira, do PMDB. A Presidência encaminhou o referido projeto de resolução para uma comissão especial, nomeando os vereadores Otávio Arantes Xavier, Hélio Batista Braga de Castro e Leandro de Almeida Machado. Por questão de ordem, o autor do projeto de resolução nº 17/2016, vereador Ivan Martins Nogueira, afirmou que o doutor João Cruz Reis Filho é o atual Secretário Estadual de Agricultura e Abastecimento, sendo uma pessoa que constantemente está em Leopoldina apoiando a nossa cidade, estando sempre presente na COOPLESTE, ocasião em que são realizadas as exposições agropecuárias, e em outras oportunidades também, dizendo ainda que o mesmo é amigo pessoal do atual Presidente da COOPLESTE, Marcos Almeida Junqueira Reis, e que o mesmo tem muito contribuído com a área da agricultura e abastecimento do nosso Estado e da nossa cidade. Indicação nº 130/2016, de autoria do vereador Darci José Portella, do PV, em que solicita a Presidência da Câmara, que após ouvido o plenário, encaminhe ao Chefe do Poder Executivo Municipal, Prefeito José Roberto de Oliveira, com cópia para a secretaria municipal de saúde, indicação, para que viabilize meios de disponibilizar um acompanhante para as ambulâncias que transportam pacientes idosos e acamados, haja vista que os motoristas não tem habilidades para prestarem o atendimento sozinhos. Após discussão e votação, a indicação foi aprovada. Indicação nº 131/2016, de autoria do vereador Darci José Portella, do PV, em que solicita a Presidência da Câmara, que após ouvido o plenário, encaminhe ao Chefe do Poder Executivo Municipal, Prefeito José Roberto de Oliveira, para que viabilize meios imediatos, de realizar a troca dos encanamentos de ferros que abastecem a comunidade de São Martinho, por canos de PVC, tendo em vista muitos vazamentos e limalhas de ferro, saindo nas torneiras de algumas residências. Após discussão e votação, a indicação foi aprovada. Indicação nº 132/2016, de autoria do vereador Otávio Arantes Xavier, do PSD, em que solicita a Presidência da Câmara, que após ouvido o plenário, encaminhe ao Chefe do Poder Executivo Municipal, Prefeito José Roberto de Oliveira, indicação para que sejam desobstruídas as calçadas das ruas Omar Resende Peres, em frente a “UPA” e Salvador Rodrigues, com fundos com esta mesma unidade de atendimento, no bairro São Cristóvão, haja vista que tapumes, são os obstáculos. Após discussão e votação, a indicação foi aprovada. Requerimento nº 41/2016, de autoria da vereadora Kélvia Raquel de Souza Ribeiro dos Santos, do PHS, em que solicita a Presidência da Câmara, que após ouvido o plenário, encaminhe ao Chefe do Poder Executivo Municipal, Prefeito José Roberto de Oliveira, ofício, requisitando-lhe, que informe, se há intenção de atender a indicação nº 108/2016, de autoria do vereador Oldemar Brazil Montenari, referente à construção de um muro de 50 metros, para a “ONG-AVAC”, protetora de animais. Se sim, qual é a data estipulada para tal, haja vista tamanha importância do assunto. Após discussão e votação, o requerimento foi aprovado. Requerimento nº 42/2016, de autoria do vereador Oldemar Brazil Montenari, do PT, em que solicita a Presidência da Câmara, que após ouvido o plenário, encaminhe ao Chefe do Poder Executivo Municipal, Prefeito José Roberto de Oliveira, ofício, solicitando que informe o valor que o Município vai gastar com a passagem da “TOCHA OLÍMPICA”, pela cidade. Durante a discussão do requerimento, o autor, vereador Oldemar Brazil Montenari, solicitou à Presidência que seja adicionado neste requerimento, que seja enviado um relatório com os gastos detalhados, contendo com que e os valores. A Presidência solicitou à Secretaria que atenda a solicitação apresentada pelo vereador Oldemar Montenari. Ainda durante a discussão, os vereadores Edvaldo Franquido Donato do Vale, Leandro de Almeida Machado, Darci José Portella, e Carlos Antônio Rocha Paturi solicitaram autorização ao autor para subscreverem o mesmo, sendo devidamente autorizados. Após discussão e votação, o requerimento foi aprovado. Requerimento nº 45/2016, de autoria do vereador Otávio Arantes Xavier, do PSD, em que solicita a Presidência da Câmara, que após ouvido o plenário, encaminhe ao Chefe do Poder Executivo Municipal, Prefeito José Roberto de Oliveira, ofício, com cópia para o Secretário Municipal de Fazenda, solicitando informações sobre a real situação do valor que é repassado ao Pronto Socorro Municipal, se foi feito, informar a data. Após discussão e votação, o requerimento foi aprovado. Moção de Congratulação nº 41/2016, de autoria do vereador Otávio Arantes Xavier, do PSD, em que solicita a Presidência da Câmara, que após ouvido o plenário, envie ofício de congratulações para TODAS AS PESSOAS QUE CONDUZIRAM A TOCHA OLÍMPICA, ocasião que a mesma passou por Leopoldina, parabenizando-os pela belíssima participação no evento. Durante a discussão, o vereador Paulo Sérgio Celestino de Oliveira, solicitou ao autor autorização para subscrever a mesma, sendo devidamente autorizado. Após discussão e votação, a moção de congratulação foi aprovada. Moção de Pesar nº 59/2016, apresentada pelo vereador João Jacques Freire Junqueira Villela, do DEM, em que solicita a Presidência da Câmara, que envie ofício aos familiares do senhor EDVALDO PACHIEGA DIAS, transmitindo os votos de profundo pesar desta Casa Legislativa, devido ao seu falecimento ocorrido recentemente. Moção de Pesar nº 60/2016, apresentada pelo vereador Otávio Arantes Xavier, do PSD, em que solicita a Presidência da Câmara, que envie ofício aos familiares do senhor BRÁZ DE SOUZA REIS, transmitindo os votos de profundo pesar desta Casa Legislativa, devido ao seu falecimento ocorrido recentemente. Moção de Pesar nº 61/2016, apresentada pelos vereadores João Jacques Freire Junqueira Villela, do DEM, e Ivan Martins Nogueira, do PMDB, em que solicitam a Presidência da Câmara, que envie ofício aos familiares do senhor RENATO CARVALHO MORAES, transmitindo os votos de profundo pesar desta Casa Legislativa, devido ao seu falecimento ocorrido recentemente. Neste momento, o vereador Ivan Martins Nogueira passou a Presidência dos trabalhos para o Vice-Presidente, vereador Darci José Portella. Indicação nº 133/2016, de autoria do vereador Ivan Martins Nogueira, do PMDB, em que solicita a Presidência da Câmara, que após ouvido o plenário, envie ao Chefe do Poder Executivo Municipal, Prefeito José Roberto de Oliveira, indicação para que seja aumentado o tempo do pedestre para travessia, nas sinaleiras do Município, haja vista que o intervalo é insuficiente para pessoas com mobilidade reduzida. Após discussão e votação, a indicação foi aprovada. Moção de Congratulação nº 40/2016, de autoria do vereador Ivan Martins Nogueira, do PMDB, em que solicita a Presidência da Câmara, que após ouvido o plenário, envie ofício de congratulações à senhora JUSSARA THOMAZ DA SILVA, Secretária Municipal de Esporte, Lazer e Turismo, parabenizando-a pela idealização e organização do evento, Passagem da Tocha Olímpica pela cidade de Leopoldina-MG. Durante a discussão da moção de congratulação, o autor, vereador Ivan Nogueira, comentou sobre a importância de a tocha olímpica ter passado por Leopoldina, dizendo que foi tudo muito bem organizado. Ainda durante a discussão, os vereadores Leandro de Almeida Machado, Kélvia Raquel de Souza Ribeiro dos Santos e Paulo Sérgio Celestino de Oliveira, solicitaram ao autor autorização para subscrever a mesma, sendo devidamente autorizados. Neste momento, o vereador Ivan Martins Nogueira, reassumiu a Presidência dos trabalhos. Oradores inscritos: Com a palavra, o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi narrou um fato ocorrido envolvendo ele, nesta data, afirmando que bem cedo foi até a cidade de Cataguases, tendo em vista que tinha uma consulta marcada na referida cidade, dizendo que foi consultado por um médico às 8:00  horas e que só tinha ônibus de Cataguases para Leopoldina, às 10:30 horas, tendo saído daquela cidade neste horário. O vereador Carlos Antônio Rocha Paturi afirmou que chegando em Leopoldina, foi informado, que devido ao movimento da passagem da tocha olímpica em Leopoldina, o ônibus não ia seguir o seu trajeto normal e que o mesmo não iria passar pelo centro da cidade, tendo descido próximo ao CEFET e que ia atravessar a rua para pegar um táxi para ir embora para casa, pois estava muito cansado, narrando o orador que viu grande movimentação no local, pois a tocha olímpica estava passando naquele momento, afirmando que quando ele foi atravessar a rua, um pouco a frente, ao avistar ele, o Prefeito José Roberto de Oliveira afirmou: “Olha o vereador viado, que falou contra a tocha, que isso que aquilo, esse é o vereador que é contra a tocha e que quer o bem da cidade”, afirmando o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, que o prefeito José Roberto de Oliveira jogou conversa fora, dizendo ainda o orador que se dirigiu ao prefeito José Roberto de Oliveira, afirmando: “Doutor, o senhor está faltando com respeito comigo, que dia que eu ataquei o senhor com palavras desse jeito”, dizendo Carlos Antônio Rocha Paturi que o Prefeito José Roberto de Oliveira afirmou “é isso mesmo, não quero nem saber não, é você mesmo.” O vereador Carlos Antônio Rocha Paturi afirmou que ao se aproximar do prefeito, os puxa-sacos tiraram ele do local e quando ele, vereador Carlos Antônio Rocha Paturi olhou para trás, apareceu a secretária municipal de esportes, lazer e turismo e segundo ele, partiu para cima dele, vereador Paturi, também, dizendo que encarou a mesmas e os puxa-sacos também tiraram ela do local, afirmando que neste momento ele continuou o caminho dele. Ainda com a palavra, o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi afirmou que está em suas mãos a passagem do ônibus que comprova que ele saiu de Cataguases no ônibus das 10:30 horas, tendo descido por volta das 11:00 horas, próximo ao CEFET, dizendo que foi atendido no Instituto Ricardo Dias e que se alguém duvidar, pode ligar para lá e confirmar que ele esteve no local, no horário narrado, dizendo que há muito tempo que ele está sendo banalizado pelo prefeito José Roberto de Oliveira, lembrando que o mesmo já participou de programas de rádios várias vezes e falou dele, inclusive o prefeito, segundo Paturi, pediu a população que não vote mais nele, Carlos Antônio Rocha Paturi, pedindo ainda o prefeito, no mesmo programa, que a população não votassem também nos vereadores Jacques Villela e Oldemar Montenari, afirmando que tudo isto é uma falta de respeito e que ele, vereador Carlos Antônio Rocha Paturi é uma autoridade constituída legalmente pela população e que ele jamais em tempo algum irá para a rádio pedir para as pessoas não votarem no prefeito José Roberto de Oliveira, mas que é oposição ao governo dele e que ninguém irá proibir isso. Em aparte, o vereador Oldemar Brazil Montenari afirmou que este acontecimento relatado pelo vereador Carlos Antônio Rocha Paturi é lamentável e que tem certeza que o mesmo narrou como realmente ocorreu o fato, afirmando que o Prefeito José Roberto de Oliveira tem um temperamento estranho e que o mesmo já foi meio agressivo algumas vezes com ele, Oldemar Montenari e que nunca ouviu o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi falar mal ou ser contra a passagem da tocha olímpica em Leopoldina e que mesmo se falasse algo ou fosse contra, era um direito dele que deveria ser respeitado, pois vivemos em uma democracia, dizendo Oldemar Montenari que como o vereador Paturi mesmo disse, ele, vereador Paturi, nunca ofendeu o Prefeito José Roberto de Oliveira em programas de rádio e nem pessoalmente, dizendo ser muito estranha esta situação, sugerindo ao vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, que ore pelo Prefeito José Roberto e peça a Deus que ilumine o coração dele, pois o mesmo é vitorioso, tanto como médico, como na vida política, pois exerce o seu quarto mandato, ressaltando que antes do Paturi ser vereador, é um idoso, sendo um grande desrespeito por parte do Prefeito José Roberto de Oliveira, dizendo que o mesmo é digno de pena e que o mesmo deve estar com o coração amargurado e com problemas muito sérios, solicitando ao vereador Paturi que não baixe o nível com o Prefeito, pois talvez seja isso que ele quer, prestando solidariedade ao vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, encerrando o aparte. Em aparte, o vereador João Jacques Freire Junqueira Villela afirmou que sente muito ter acontecido este fato com o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, um homem com 73 anos de idade e que merece respeito, lamentando este fato. De volta com a palavra, o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, agradeceu aos vereadores Oldemar Montenari e Jacques Villela pelo os apartes, encerrando a sua fala. Com a palavra, o vereador Paulo Sérgio Celestino de Oliveira, agradeceu ao vereador Otávio Arantes Xavier, por ter apresentado uma indicação, com relação ao repasse de recursos financeiros por parte da prefeitura, para o Pronto Socorro Municipal, relatando que hoje, por volta das 16:00 horas, ele, Paulo Celestino, tentou fazer um contato com o vereador Alfredo Mendes do Vale, pois teve informações que o mesmo se encontrava com o Senhor Prefeito Municipal José Roberto de Oliveira, tendo em vista que está para ocorrer o fechamento do Pronto Socorro Municipal, sendo que poderá ser reincidido o convênio firmado entre a Prefeitura Municipal de Leopoldina e a Casa de Caridade Leopoldinense, relacionado ao funcionamento do Pronto Socorro Municipal, devido a um fato que já ocorreu por diversas vezes,  dizendo que sabe do empenho do prefeito José Roberto de Oliveira e da secretário de saúde, pois fizeram um acordo bom para o hospital, bom para o município, afirmando que o município fez um acordo e que no e-mail do administrador Wolney Silva Aguilar consta a minuta de um contrato de um jeito, mas depois quando o contrato chegou para ser assinado, o mesmo estava de outra forma, sendo que a direção do hospital assinou, ressaltando ter sido um erro do hospital em ter assinado este contrato que foi modificado, sem ser comunicado, dizendo que a administração assinou o referido contrato com a promessa de algumas pessoas do poder executivo, que daquele modo era para andar mais rápido e que seria feito o repasse dos recursos financeiros do primeiro mês no dia 15, e depois outro repasse no dia 30 do mesmo mês, sendo que seriam pagos dois meses, para poder acertar, que seria o caso dos meses de janeiro e fevereiro deste ano. O vereador Paulo Celestino ele afirmou que foi o portador e levou toda a documentação da Casa de Caridade Leopoldinense, toda assinada e entregou nas mãos do secretário municipal de fazenda, Edézio Gouvea Andries. O vereador Paulo Celestino afirmou ainda que nesta data, foi chamado na Provedoria do hospital, afirmando que o Wolney Aguilar da Silva disse a ele que o vereador Otávio Arantes esteve lá no hospital com ele, e mostrou a ele uma minuta do contrato que foi feito, para poder rescindir o contrato, ressaltando que se isso ocorrer, a situação da saúde do município vai ficar pior do que já está, fazendo um apelo ao líder do governo, vereador Alfredo Mendes, que intervenha junto ao senhor prefeito municipal José Roberto de Oliveira, para que ele, o prefeito, receba a direção da Casa de Caridade Leopoldinense, em uma reunião, amanhã na parte da manhã, para que se chegue a um denominador comum, a um acordo, para que o Pronto Socorro Municipal não seja fechado, ressaltando que no pronto socorro, por exemplo, trabalha um médico do município e o mesmo saiu de férias e quem pagou estas férias foi o hospital, se não se engana, o valor foi de R$ 10.000,00 (dez mil reais), afirmando ainda que o valor dos recursos financeiros que o município tem que passar para o hospital, foi dividido em vários meses, dando uma média de um pouco mais de R$ 230.000,00 (duzentos e trinta mil reais), por mês, dizendo ainda que foi informado agora que amanhã o senhor prefeito deverá viajar para Belo Horizonte, dirigindo-se ao líder do governo, que intervenha junto ao senhor prefeito municipal, para se resolva este problema e o pronto socorro municipal não seja fechado, pois será lamentável, uma lástima para toda a população se isso ocorrer, lembrando que todos sabem que os médicos não estão a todo momento atendendo nos PSFs, lembrando que o pronto socorro municipal atende centenas de pessoas por dia, dizendo esperar que o senhor prefeito municipal se reúna com a direção do hospital e resolva este problema, pois a prefeitura não cumpriu um acordo verbal, de repassar R$ 230.000,00 no dia 15 de um mês e mais R$ 230.000,00 no dia 30 do mesmo mês. Em aparte, o vereador Jacques Villela afirmou que o município não pagou ao hospital, os meses de janeiro, fevereiro e março, referente ao funcionamento do pronto socorro municipal e ficou acordado, pelo o que ele ficou sabendo, de pagar no mês de abril, os meses de janeiro e abril, e maio, repassar os valores dos meses de maio e fevereiro e junho, pagar os meses de março e junho, dizendo que não tem como o hospital andar em dia com seus compromissos financeiros, se não receber este recurso, perguntando o vereador Jacques Villela ao vereador Paulo Celestino, se é o hospital que quer encerrar o contrato. De volta com a palavra, o vereador Paulo Celestino afirmou que sim, dizendo que ocorreu uma reunião com os membros da mesa e que ficou decidido que se não se chagar a um acordo entre a Casa de Caridade Leopoldinense e a Prefeitura, o hospital irá rescindir o contrato e fechar o Pronto Socorro Municipal, deixando claro que foi realizada uma reunião entre a provedora, o administrador do hospital, a secretaria municipal de saúde e que o prefeito não participou de nenhuma reunião, ressaltando que tinham na mesma, pessoas de confiança do senhor prefeito municipal, representando o mesmo e com poderes para tal, dizendo que foi feito um acordo verbal e que não foi feito nenhum documento, dizendo ainda que a prefeitura está cumprindo o que está no contrato, dizendo que este valor que consta no contrato, não está dando para manter o funcionamento do pronto socorro municipal, exemplificando que os funcionários da Casa de Caridade Leopoldinense, receberam no início deste mês, o salário do mês retrasado e que este mês recebeu o salário que era para ter sido recebido no mês passado, voltando a fazer um apelo ao líder do governo nesta Casa Legislativa, vereador Alfredo Mendes do Vale, que se empenhe junto ao Prefeito José Roberto de Oliveira, para que este problema seja solucionado, pois todos querem o bem da cidade, dizendo ainda que os responsáveis não podem deixar o pronto socorro municipal fechar as suas portas, pois o mesmo é do município, comentando sobre a importância do referido pronto socorro municipal para toda a sociedade leopoldinense e para algumas cidades da região. Ainda com a palavra, o vereador Paulo Sérgio Celestino de Oliveira, afirmou que nesta data estava na provedoria do hospital, ele, a provedora Vera Maria do Valle Pires, o administrador Wolney da Silva Aguilar, o advogado Alessandro Rubim e mais um outro advogado, e foi lido um documento que a direção da Casa de Caridade Leopoldinense está preparando para encaminhar para a Prefeitura Municipal de Leopoldina, dizendo ainda que o administrador Wolney da Silva Aguilar esteve com o prefeito José Roberto de Oliveira em uma reunião política e tentou falar com ele sobre este assunto, mas segundo Paulo Celestino, Wolney Aguilar disse a ele que estava com dores na coluna e que depois conversaria com ele sobre este assunto, dizendo esperar que na reunião de amanhã, o vereador Alfredo Mendes, líder do governo, traga para esta Casa Legislativa, alguma informação sobre este assunto. Em aparte, o vereador Jacques Villela afirmou que lamenta este fato e que todos sabem que as palavras se perdem ao ar e que teria que ter sido feito um documento, dizendo que principalmente se tratando de quem se trata, pois mais uma vez, só com documento assinado e que mesmo assim às vezes não é cumprido o que é tratado. De volta com a palavra, o vereador Paulo Sérgio Celestino de Oliveira agradeceu ao vereador Jacques Villela pelo o aparte, encerrando a sua fala. Com a palavra, o vereador Edvaldo Franquido Donato do Vale, afirmou que esta Casa enviará uma moção de aplauso para a secretária de Esportes, Lazer e Turismo, Jussara Thomaz, pelo trabalho realizado pela mesma, ocasião em que a tocha olímpica passou por Leopoldina, deixando também os seus cumprimentos e os parabéns, para o secretário municipal de limpeza urbana, Ademar Teodoro Batista, e para o senhor prefeito municipal, José Roberto de Oliveira, comentando sobre o trabalho realizado e explanando sobre a importância da passagem da tocha olímpica por Leopoldina, ressaltando que uma multidão foi às ruas prestigiar este evento único e histórico, encerrando a sua fala. Com a palavra, o vereador João Jacques Freire Junqueira Villela, lamentou o fato narrado nesta reunião, pelo vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, pois segundo o mesmo, o atual prefeito José Roberto de Oliveira, o ofendeu, dizendo o orador Jacques Villela, que na sua opinião, o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi deveria arrumar duas ou três testemunhas, e processar civilmente o prefeito José Roberto de Oliveira, dizendo que há um problema pessoal do prefeito com o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, e não problema político, lamentando este fato. O vereador Jacques Villela cumprimentou a administração municipal, pela organização para a passagem da tocha olímpica por Leopoldina, afirmando que foi um evento maravilhoso e que foi muito bom para a cidade este evento, cumprimentando também o vereador Ivan Martins Nogueira, que apresentou um projeto de resolução, que concede o titulo de cidadão honorário leopoldinense ao senhor João Cruz Reis Filho, dizendo que o mesmo está sempre em Leopoldina, sendo amigo particular do advogado e agropecuarista, Marcos Almeida Junqueira Reis e que o mesmo poderá colaborar muito com Leopoldina na área do agronegócio, encerrando a sua fala. Com a palavra, o vereador Oldemar Brazil Montenari, lamentou mais uma vez o fato ocorrido entre o prefeito José Roberto de Oliveira, e o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, conforme narrado pelo vereador Paturi, nesta reunião. Em aparte, o vereador Paulo Sérgio Celestino de Oliveira, se solidarizou com o vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, tendo em vista o problema ocorrido entre ele e o atual prefeito municipal José Roberto de Oliveira, dizendo que se realmente o prefeito reagiu da forma narrada e ele acredita que assim foi, pois acredita nas palavras ditas pelo vereador Carlos Antônio Rocha Paturi, o prefeito se apequenou cada vez mais, lamentando este fato. De volta com a palavra, o vereador Oldemar Montenari agradeceu ao vereador Paulo Sérgio Celestino de Oliveira, pelo o aparte, encerrando a sua fala. Discussão e Votação de Projetos em Pauta:  Projeto de Lei nº 19/2016 que “Dispõe sobre a Abertura de Crédito Especial ao orçamento do presente exercício de 2016”, de autoria do Chefe do Poder Executivo Municipal. Após primeira discussão e primeira votação, o projeto de lei foi aprovado por unanimidade. Nada mais havendo a tratar, o Senhor Presidente deu por encerrada a sessão, convocando os Senhores Vereadores para a próxima reunião ordinária, a ser realizada no dia 16 de Maio de 2016, após o término desta reunião, com a seguinte Ordem do Dia: Não há. Eu, ____________________________, Kélvia Raquel de Souza Ribeiro dos Santos, 1º Secretária da Câmara Municipal de Leopoldina, mandei lavrar a presente Ata, que lida e achada conforme vai assinada por mim, pelo Senhor Presidente e pelos vereadores presentes. Sala de Sessões, 16 de Maio de 2016.

 

 
<< Voltar
 
 
 
 
Institucional | História | Lei Orgânica | Regimento Interno | Legislação | Ordem do Dia | Vereadores | Mesa Diretora | Comissões | Contas Públicas
Diário Oficial Eletrônico do Legislativo | Atas | Projetos de Lei | Projetos Resolução | Indicações | Hinos | Plano Diretor
Câmara Municipal de Leopoldina • Av. Getúlio Vargas, 565 - Centro - CEP 36.700-000
Telefone: (32)3441-4960 • contato@camaradeleopoldina.mg.gov.br